SEJAM BEM-VINDOS

SEJAM BEM-VINDOS
MARE QUIDEM COMMUNE CERTO EST OMNIBUS.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

OS ILHÉUS DAS FORMIGAS



Os Ilhéus das Formigas localizam-se no oceano Atlântico ao norte da Ilha de Santa Maria, nos Açores.
Apesar de quase sempre referidos entre as ilhas do Grupo Oriental do arquipélago, são um dos locais menos conhecidos dos Açores.
Terão sido avistados por Gonçalo Velho Cabral, em 1431, na sua primeira busca das ilhas achadas pelo piloto Diogo de Silves.
O farol das Formigas está localizado no ilhéu mais a sul, sendo um dos "ex libris" da farolagem açoriana, marcando com o seu perfil característico a paisagem oceânica do recife.
Os ilhéus encontram-se 37 km (20 milhas)  a nordeste da ilha de Santa Maria e 63 km (34 milhas) a SE da ilha de São Miguel, (uma milha náutica=1852mt).  A sua disposição forma um alinhamento Norte-Sul com um comprimento total de 165 m e uma largura de cerca de 80 m. O seu território emerso é de cerca de 0,9 hectares, distribuídos por oito rochedos muito baixos, o mais elevado, o Formigão, apresentam 11 metros acima do nível do mar, pelo que são naturalmente desabitados.
Do ponto de vista geológico, os ilhéus das Formigas são formados, essencialmente, por escoadas de basalto, interrompidas por veios calcários que contêm fósseis de invertebrados marinhos que remontam, possivelmente, ao Miocénico.
As águas circundantes são de grande importância ecológica devido à diversidade de vida marinha que albergam e ao facto de constituírem local de reprodução e alimentação para muitas espécies incluindo tubarões,  tartarugas e vários cetáceos.

Sem comentários:

Publicar um comentário

MARE QUIDEM COMMUNE CERTO EST OMNIBUS